Folheto #4 Oásis da Ciência Brasileira

Atualizado: 22 de jan.

Algumas das principais notícias que circularam em nossas redes sociais nos últimos dias.



#04 Folheto Semanal 22dez21
.pdf
Download PDF • 252KB


REABERTURA DA BN


Desde o dia 13 de dezembro, a Biblioteca Nacional (BN) reabriu suas portas ao público.


A instituição adotará os protocolos sanitários de segurança, com atendimento agendado para consulta ao acervo e visita a exposições.


Aos pesquisadores interessados, é disponibilizado formulário próprio no site (www.bn.gov.br). Para consulta ao acervo, será preciso encaminhar e-mail com 48h de antecedência para o endereço agendamento@bn.gov.br. Apenas o acervo da sede é que estará disponível nessa primeira etapa da reabertura.


As visitas guiadas, em grupos de 10 pessoas, são gratuitas e vão funcionar apenas às segunda, quartas e sextas, de 12h30 às 15h30. Agendamentos pelo e-mail vistaorientada@bn.gov.br



OÁSIS DA CIÊNCIA BRASILEIRA

Administrado pelo Instituto Brasileiro de Informação e Ciência e Tecnologia (IBICT), o OASIS.BR é o portal brasileiro de publicações em acesso aberto.


Em rápida pesquisa pela palavra “literatura”, pelo filtro de Programa de Pós-Graduação em Letras, encontram-se mais de 1.400 artigos relacionados.


O mecanismo de busca realiza pesquisa em repositórios digitais, teses e dissertações e periódicos científicos eletrônicos.

 

Toda época deve reinventar seu próprio projeto de ‘espiritualidade’. (Espiritualidade = planos, terminologias, noções de conduta voltados para a resolução das penosas contradições estruturais inerentes à situação do homem, para a perfeição da consciência humana e a transcendência.)


Susan Sontag. (A vontade radical. Trad. João Roberto Martins Filho. Ed. Cia. das Letras.)

 

NATAL BRASILEIRO EM PROSA

Em 2020, a Voz da Literatura lançou o e-book Natal Brasileiro em Prosa: 1854-1932.


É uma antologia de crônicas, contos e artigos com temática natalina. Reúne 20 autores:


José de Alencar, Raul Pompeia, Anália Franco, Adolfo Caminha, Ignez Sabino, Maria Clara da Cunha Santos, Machado de Assis, Marques de Carvalho, Coelho Neto, João do Rio, Olavo Bilac, Arthur Azevedo, Carmen Dolores, Júlia Lopes de Almeida, Monteiro Lobato, Lima Barreto, Valdomiro Silveira, Crysanthème, Mário de Andrade e Humberto de Campos.


Disponível no Google Play e Amazon Kindle.


FOLHETIM ::: DOIS DEDOS DE PROSA


Júlia Lopes de Almeida (RJ, 1862-1934) é escritora conhecida pela vultosa produção literária e jornalística. Alguns dos principais periódicos coetâneos publicaram textos de sua lavra. “Dois dedos de prosa” foi coluna que manteve no jornal O paiz. No artigo publicado em 12 de janeiro de 1909, relata experiência de acompanhar em um externato a festa escolar preparada para comemorações antecipadas de Natal. Na segunda parte do artigo, Júlia Lopes aproveita o tema da “árvore do Natal”, para comentários a respeito de questões ambientais do início do século, incluindo a preservação das florestas contra queimadas. Este texto faz parte do Natal Brasileiro em Prosa (2020).


Para ler o texto, baixe a versão em .pdf do Folheto #04 da Voz da Literatura.


#04 Folheto Semanal 22dez21
.pdf
Download PDF • 252KB


 

Quer receber em primeira mão nossos folhetos semanais?

Assine nossa NEWSLETTER.


0 comentário

Posts recentes

Ver tudo