O fim do tráfico negreiro

A Lei Eusébio de Queirós (1850) entrou para a história do Brasil como o marco do fim do tráfico negreiro. O destacado abolicionista Joaquim Nabuco, em Um estadista do Império (1897), nos ajuda a compreender por que somente com a Lei Nabuco de Araújo (1854) houve, de fato, o cumprimento da conhecida Lei Eusébio de Queirós. Revela, também, algumas das razões para o longo tempo de espera para a completa abolição da escravidão no país.



CLIQUE PARA BAIXAR ESTE FOLHETO

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo